Toda semana os maiores fãs da cantora de Barbados ficam se perguntando,Por que Rihanna está demorando tanto para lançar um álbum?”. O tão prometido sucessor do ANTI (2016) parece estar cada vez mais longe, e por isso, selecionamos uma lista de motivos que ser relevantes para explicar o porquê de tanta demora.

O não aceitação do ANTI e o vazamento do álbum antes da hora:

Rihanna na estreia do álbum – Instagram/Reprodução

Voltamos para 2016, com o lançamento do oitavo álbum de Rihanna, o ANTI. Que teve como seu primeiro single “Work” com Drake, que já conquistava as paradas americanas um pouco antes do lançamento do álbum.

A cantora de Barbados ficou revoltada com o boicote que havia sofrido no TIDAL, plataforma de streaming de Jay Z (responsável pela carreira de Rihanna). O álbum vazou meses antes do lançamento oficial e a divulgação dele estava incrivelmente fraca.

Acreditamos que de início, Rihanna tinha algo completamente diferente planejado para a divulgação do ANTI, já que, ela lançou diversos vídeos enigmáticos que antecediam o álbum para que os fãs pudessem descobrir o que estava por vir, os famosos “ANTI DIARIES”, que também causaram decepção nos fãs logo em que o álbum foi lançado.

De ínicio, o oitavo álbum de Rihanna não havia sido aceito nem pela crítica e nem pelos fãs. Isso porque a sonoridade do álbum era completamente diferente do que a cantora vinha apresentando na época. Todos que conheciam a cantora de Barbados por singles como “Where Have You Been”, “We Found Love” e “Whats My Name” estranharam o estilo de música apresentado no ANTI, principalmente por faixas como “James Joint” que tem apenas 1min e 12 seg de duração.

Rihanna ficou tão revoltada com o boicote feito pelo TIDAL que resolveu promover o álbum no Spotify. E a divulgação do álbum seguiu. Ainda sim, não impactando comercialmente como antes.

A Baixa venda de ingressos durante a “ANTI WORLD TOUR”:

Show de Rihanna no Wembley, em Londres com apenas metade do estádio lotado – The Sun/Reprodução

Seguindo com a divulgação do ANTI, Rihanna saiu em turnê pelos Estados Unidos e pela Europa. A “ANTI World Tour” começou em março de 2016 na Florida e terminou 27 de novembro de 2016 em Abu Dhabi, Emirados Árabes.

Embora a turnê tivesse lucrado 100 milhões de dólares, na sua segunda fase pela Europa, diversos shows tiveram uma venda de ingressos um pouco menor do que o esperado. Era nítido de ver arquibancadas enormes vazias durante alguns shows de Rhiri pelo continente.

Isso se deu porque na época estava rolando duas turnês muito bem sucedidas pela Europa: A Formation Tour, de Beyoncé (que teve quatro noites lotadas no Wembley, em Londres) e a A Head Full Of Dreams Tour (do Coldplay) que estava impactando pelos seus efeitos especiais e a tecnologia apresentada no show.

A falta de produção por parte da equipe de Rihanna durante o seu show acabou não conquistando muito o coração da galera que estava preferindo ir em shows mais tecnológicos e modernos na época. Isso com certeza deixou Rihanna decepcionada. Há rumores de que ela iria trazer a turnê para a America do Sul, se apresentando em Lima, Argentina e Brasil, mas ficou revoltada com as promotoras latino americanas por ter oferecido propostas de cachê bem abaixo do que ela costumava a cobrar.

A perca de Grammys:

Rihanna no Grammy de 2017 – Getty/Reprodução

Rihanna foi indicada ao Grammy de 2017 por algumas categorias com o álbum ANTI, mas acabou perdendo para artistas como Beyoncé, Adele e Twenty One Pillots. Ela estava animada e tem vários memes de Rihanna na premiação.

Acreditamos que isso também foi um dos motivos para que ela fizesse uma pequena pausa na carreira.

O Faturamento da Fenty Beauty:

Em 2017, Rihanna lançou a sua linha de maquiagem conhecida como “Fenty Beauty”, que chegou no mercado americano trazendo uma proposta nova, por ter tons de base que se encaixavam em peles negra. Sendo muito elogiada por personalidades como Viola Davis, a Fenty Beauty faturou só no primeiro mes, 74 milhões de dólares (240 milhões de reais na época), ou seja, muito mais do que ela faturaria fazendo música.

Sem contar que, logo após Rihanna lançou a “Savage Fenty” que tem proposta de ser adaptada a todos os corpos femininos com garotas propagandas como Normani e Lizzo.

O que temos que concluir é que essa pausa de Rihanna foi exatamente para limpar alguns rastros negativos deixados pela má administração do ANTI e investir em outros lados de sua carreira, para ter um retorno bem mais triunfal onde ela sabe que qualquer coisa que ela lançar musicalmente vai passar semanas no topo da Bilboard.

E não nos surpreenderia se esse fosse o último álbum de Rihanna, já que ela possui hoje um império na linha de beleza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s